Portal Am Hoje
Destaque Educação Prefeitura de Manaus

Prefeitura e empresas nacionais inauguram a primeira ‘Casinha de Livros’ em escola ribeirinha de Manaus

A escola municipal Canaã 2, na comunidade Julião, no rio Tarumã, é a primeira unidade de ensino da zona ribeirinha a receber o projeto “Casinha de Livros”. A inauguração aconteceu nesta quinta-feira, 28/10, e o projeto é realizado pela Prefeitura de Manaus em parceria com as empresas Faber Castel e 3M, e produzido pela Cultura Esporte e Cidadania (CEC Brasil).

A “Casinha de Livros” está implantada em 16 escolas da Secretaria Municipal de Educação (Semed). Este ano três unidades receberam o projeto, que na Semed é coordenado pela Gerência de Atividades Complementares e Programas Especiais (GACPE). As casinhas são compostas inteiramente por materiais recicláveis, além de mesas, cadeiras, teatro de fantoches e acervo com 500 livros, que é variado, com livros de contos de fada, fábulas, contos populares brasileiros, indígenas, africanos e infantojuvenis.

O diretor do Departamento Geral dos Distritos (DEGD) da Semed, Júnior Mar, agradeceu a parceria com as empresas e disse que a rede municipal de educação está sempre de portas abertas para receber projetos que beneficiem o ensino e aprendizagem dos alunos.

“Em nome do prefeito David Almeida e do secretário municipal de Educação, Pauderney Avelino, agradecemos a parceria entre a empresa Faber Castel, 3M e CEC Brasil, para a realização desse lindo projeto, que fomenta a leitura dos nossos alunos. Sabemos a importância que a leitura tem em transformar vidas. A Semed está sempre disposta em fazer parcerias com empresas que queiram contribuir com a educação de Manaus”, agradeceu Júnior.

O objetivo das casinhas é promover e ampliar a importância da leitura dentro do universo simbólico de comunidades e grupos sociais, formando leitores com consciência de leitura para o futuro.

Cerca de 60 crianças e adolescentes matriculados na escola foram beneficiados com o projeto. A unidade atende alunos do ensino fundamental do 1º ao 5º ano. De acordo com a gestora da unidade, Érika Souza, ter na escola um espaço com 500 livros é de muita importância para o desenvolvimento da leitura dos alunos.

“Esse é um momento muito importante para a nossa escola. Receber um espaço, com tantos livros de temas atuais, vai contribuir bastante no processo de leitura dos nossos alunos, já que vivemos em uma comunidade onde a comunicação é um pouco difícil. Muitas crianças não têm televisão em casa e nem internet, então é aqui que elas vão encontrar entretenimento”, disse Érika.

A aluna Kaiane Rabelo Dias, 9, do 4º ano, disse que sempre vai estar na casinha lendo. “Eu gostei muito da casinha, vou sempre estar aqui, quero aprender a ler melhor, porque é muito importante. Também quero ensinar minha irmã, gostamos muito de historinhas”, disse a pequena leitora.

Com mais essa inauguração, a prefeitura e empresas parceiras, encerram as entregas das casinhas neste ano, mas de acordo com a coordenadora da CEC Brasil, Natália Rolim, em 2022 mais Casinhas poderão ser implantadas.

“O maior intuito das casinhas é levar a leitura às pessoas que não têm acesso aos livros. Já entregamos em escolas na cidade, mas essa entrega de hoje é de muita importância. Ter a casinha em uma escola ribeirinha vai de acordo com o objetivo do projeto. Encerramos as inaugurações das casinhas e agradeço muito a Prefeitura de Manausc por ter aceitado o nosso projeto e pretendemos voltar no próximo ano com mais casinhas”, disse Natália.

| Assessoria
AM HOJE | A informação está aqui

Postagens relacionadas

Prefeitura promove vacinação em comunidades indígenas no Tarumã-Açu

Vilhena

Professora da Prefeitura de Manaus lança livro sobre Transtorno do Espectro Autista

Vilhena

Prefeito David Almeida destaca serviço de  recuperação realizado em praça no São Francisco

Vilhena